Thursday, September 11, 2008

11 de Setembro de 2001 - Não nos esqueçamos jamais!

1 comment:

Anonymous said...

Senhores,sou militar do Exército Brasileiro há 25 anos e em um período deste adquire-se um certa experiência, daquelas que nos permite ler nas "entre-linhas".




Há uns dias eu via um documentário na TV e observei o Presidente Lula às voltas com o Presidente Sarkozy na Guiana Francêsa, atentei e percebi que o segurança que protegia o insígne pacóvio era um Coronel meu conteporâneo na Academia Militar das Agulhas Negras.




Curioso que sou , fui à pesquisa, escarafunchei o almanaque do Exército e para minha surpresa vi que o referido oficial é General de Brigada desde 31Mar06 ; isso mesmo, é Oficial-General e estava lá, no meio da multidão, o povaréu do bolsa-esmola-subserviência-humilhação louco pra tocar nas vestes do grande líder , e um General de Brigada , com 37 anos de serviço ativo fazendo as vezes de um segurança de celebridade do mundo artístisco - talvez louco pra aparecer na telinha ; ele não coordenava nada, não orientava nada, não ficava "de longe' no controle da "coisa" ,com um comunicador ou outras parafernálias eletrônicas não, nada disso!! ; era segurança mesmo , era ele quem afastava as pessoas evitando o contato com a "otoridade" como um segurança de porta de boate, sem desmerecer essa atividade profissonal ; mas para um General do Exército , é matar mosca com canhão.




A Nação investe ao redor de R$ 100.000,00 para formar um oficial de carreira do Exército Brasileiro desde o ingresso do cidadão até seu emprego nas Unidades de tropa ,mais tarde , cerca de seis anos, esse homem segue para o Rio e durante 12 meses na EsAO ( nossa Pós-Graduação) o Exército faz-lhe um investimento altíssimo com viagens , transferências( chegada e saída da escola ) , diárias et cetera , enfim , o seu mestrado; não sei quantificar em reais , mas não é pouco .




Seguindo o trâmite comum , poucos anos se passam , esse oficial volta ao Rio para cursar o tão almejado Curso de Estado- Maior,(nosso doutorado) outro investimento semelhante à EsAO , porém mais oneroso para os cofres públicos .Prosseguindo na carreira com competência e sorte esse militar alcançará o generalato .




Noutras palavras , o Brasil investiu perto de R$ 300.000,00 só em cursos , afora os soldos e transferências ,em um cidadão pra que ele seja um segurança de luxo ?

E o que é pior , esse cidadão é General de Brigada , deveria está na atividade-fim no mínimo ; deveria está transmitindo à tropa a sua experiência adquirida nos seus quase 40 anos de serviço, na sua vivência nacional , nos não poucos cursos que freqüentou, e não, servindo de "cordão de isolamento" humano.




Das duas uma , ou a república do PT uma vez mais ridiculariza as Forças Armadas pondo um Oficial-General como um singelo segurança de autoridade , situação não muito digna para quem carrega mais de 35 anos no Exército ; humilha as Forças Armadas tendo um General de Brigada como segurança pessoal de um homem que sempre foi contra os valores do Exército, aliás valores que este "segurança" jurou defender perante a Bandeira do Brasil ; ou o general foi contaminado pela mosca azul ( ou vermelha) das benesses palacianas , e não são poucos com essa enfermidade , para constatar a "doença' basta ver o "empenho " que nossos generais estão dispendendo no problema do reaparelhamento da Força.

Share
 
Copyright © 2004-2016 Bootlead