Wednesday, June 03, 2009

"Os EUA e o mundo ocidental devem aprender a conhecer melhor o Islã"
Barack Hussein Obama em 02 de junho de 2009. Então, conheçamos!
































A Al-Qaeda examina ataque biológico a partir do México.
por Sara A. Carter

Agentes de contraterrorismo dos E.U.A. autenticaram um vídeo onde um recrutador da Al-Qaeda ameaça com uma arma biológica a ser contrabandeada para os Estados Unidos através de túneis sob a fronteira do México, este foi o último sinal da determinação do grupo terrorista de uma nova etapa para causar um atentado do tipo desastre em massa contra o território norte-americano.

O vídeo exibido no início deste ano como um instrumento de recrutamento deixa claro que a Al-Qaeda está procurando explorar os pontos fracos na segurança das fronteiras dos E.U.A., e que também estão dispostos a aliarem-se com as milícias brancas ou outras entidades antigovernamentais interessadas na realização de um ataque ao interior dos Estados Unidos, de acordo com os mesmos agentes de contraterrorismo entrevistados pelo The Washington Times.

Os agentes, que falaram sob a condição de que não seriam identificados, devido a natureza sensível de seus trabalhos, salientaram que não existem quaisquer informação crível que a Al-Qaeda tenha adquirido a capacidade necessária para realizar um ataque biológico em massa, embora claramente os seus membros estejam empenhados na obtenção desta tecnologia.

O primeiro vídeo exibido pela rede de notícias árabe Al-Jazeera, em fevereiro passado e depois enviado para vários sites, mostra o dissidente kuwaitiano Abdullah Al-Nafisi dircursando para uma sala cheia de adeptos no Bahrein, que a Al Qaeda está avaliando hipótese de usar a fronteira norte-americana com o México, como uma forma de enviar terroristas e armas para os Estados Unidos.

"1.800 gramas de antrax transportados por um guerreiro em uma mala através de túneis escavados a partir do México para os E.U.A., são a garantia para se matar 330.000 americanos dentro de uma única hora, se forem devidamente espalhados em grandes centros populacionais" disse Abdullah. "Que ideia assustadora; o 11 de setembro será pequeno em comparação com isto. Estou certo? Não háverá necessidade de aviões, conspirações, horários, etc. Uma pessoa, com a coragem de carregar estes 1.800 gramas de antrax, seguiria para o gramado da Casa Branca, e o espalharia sobre eles feito "confete" (risos) e, em seguida, nós então "choraríamos" de alegria. Aquilo iria se transformar em uma verdadeira "celebração" para nós".

No vídeo, obtido e traduzido pelo Instituto de Pesquisas do Oriente Médio (MEMR), Al-Nafisi também sugere que a Al-Qaeda pode tentar colaborar com os membros das milícias da chamada supremacia branca nativa dos E.U.A e que odeiam o governo federal.

Sean Smith, porta-voz da Secretária de Segurança Interna, Janet Napolitano disse que os E.U.A. levam a sério essas ameaças.

"Nunca podemos parar de ser vigilantes, enquanto houverem pessoas que procurem causar danos ao povo norte-americano," disse ele. "Continuamos a intensificar os nossos esforços com pessoal adicional e uma melhor tecnologia ao longo das fronteiras norte e sul, além de prosseguirmos no reforço das nossas portas de entradas por mar, terra e ar".

Um dos agentes de contraterrorismo dos E.U.A., falando sob a condição do anonimato, disse que Al-Nafisi é uma "pessoa que lhes interessa" e um veterano recrutador da Al-Qaeda. Equivocadamente identificado em alguns sites e blogs como um professor, ele é um dissidente kuwaitiano e associado a Al-Qaeda, que nos últimos anos tem se comunicado com os altos dirigentes da Al-Qaeda, disse o agente de contraterrorismo. O recrutador também disse ter laços estreitos com Mulá Mohammed Omar, líder dos talibãs afegãos que agora cogita-se estar no Paquistão.

Al-Nafisi "é um elemento ideológico importante nos círculos terroristas, que o torna perigoso porque ele pode inspirar seus seguidores a fazerem coisas muito ruins", disse o agente.

Os agentes da Força Administrativa de Narcóticos (DEA) e do Departamento de Defesa estão bastante atentos para as ligações existentes entre as diversas organizações terroristas, como o Hezbollah, e os cartéis das drogas na América do Sul, na América Central e no México.

"Não deverá ser uma surpresa para ninguém que as organizações terroristas venham a se utilizarem das fronteiras para introduzirem-se nos E.U.A.", disse um agente do DEA que também pediu para não ser identificado por causa de seu envolvimento em operações de inteligência em curso. "Não podemos ignorar qualquer ameaça ou qualquer detalhe quando se trata da Al-Qaeda e de outras organizações terroristas que desejem atacar os Estados Unidos"

O "The Times" reportou pela primeira vez em março que o Hezbollah-Irã apoiam um grupo baseado no Líbano, que está utilizando as rotas sob controle do narcotráfico mexicano, para introduzir contrabando e pessoas nos Estados Unidos com o intuito de financiar suas operações.

Embora para o Hezbollah os E.U.A. se apresente principalmente como uma fonte inesgotável de recursos para financiar as suas operações em outros países, "isto não deve ser visto superficialmente, pois o dinheiro arrecadado poderá ser usado contra os E.U.A. ou como garantias para futuras operações", disse outro agente de contraterrorismo.

Não há confirmação de nenhum ataque aos E.U.A., que tenham sido relacionados ao Hezbollah.

No vídeo, Al-Nafisi enfatizou que a Al-Qaeda tinha laboratórios químicos no Afeganistão antes da invasão norte-americana. Ele descreveu sua admiração pelo Hezbollah e disse que a Al Qaeda continua a ter cientistas e recursos à sua disposição.

"Os americanos têm medo que (armas de destruição em massa), possam cair nas mãos de organizações "terroristas como a Al Qaeda e outras", disse a seus seguidores. "Há uma boa razão para os medos dos americanos" . (Al Qaeda) tinha laboratórios no norte do Afeganistão. Têm cientistas, químicos e físicos nucleares. Eles não são como são retratados por estes jornalistas mercenários, apenas beduínos que vivem em cavernas . Não, não, de jeito nenhum. Este tipo de conversa só pode enganar pessoas ingênuas. As Pessoas que conhecem o assunto sabem que a Al-Qaeda tem laboratórios, tal como o Hezbollah ".

Agentes da Inteligência disseram que o vídeo fornece importantes informações sobre os métodos de recrutamento da Al-Qaeda e pontos de vista sobre o Ocidente.

No clipe de 10 minutos, Al-Nafisi sugeriu que a Al-Qaeda pode querer unir forças por uma causa comum, com o que ele alega serem "300.000" membros da supremacia branca e de outras milícias dos E.U.A.

"Estas milícias igualmente pensam no bombardeamento de instalações nucleares dentro os E.U.A.", disse ele. "Que Allah conceda-lhes o sucesso, mesmo que não sejamos brancos, ou nem mesmo concordemos com eles, certo? Eles têm planos para bombardear as instalações nucleares no Lago Michigan. Esta usina é muito importante. ... Que Allah garanta o sucesso destes líderes militantes, que estão pensando no bombardeio desta usina. Penso que devemos dedicar parte das nossas orações a eles".

Publicado no jornal "The Washington Times".
Quarta-feira, 03 de junho de 2009.






Vídeo (legendas em inglês) do discurso proferido pelo recrutador kuwaitiano Abdullah Al-Nafisi
e exibido pela TV Al-Jazeera do Qatar em 02 de fevereiro de 2009.


No discurso o recrutador Abdullah Al-Nafisi, sonha com um ataque biológico à Casa Branca e reza para que a usina termonuclear do Lago Michigan venha a ser bombardeada, porém, sempre repetindo aquela cantinela de paz e amor dos muçulmanos. O auto-intitulado "professor" sonha com ataques de antrax aos Estados Unidos e reitera a vontade antiga de aniquilar os judeus, aproveita ainda para lançar ameaças veladas de assassinar jornalistas que sejam contra os tais desejos psicopatas, eis um belo exemplo de como Allah é benevolente. Na verdade, esta paz afetuosa, representa o verdadeiro islamismo, tendo em vista que Allah ordenou através do Alcorão que nunca deveria haver qualquer tipo de diálogo com os judeus. Observem o olhar insano da besta primitiva, são esses os ensinamentos praticados por ditos "professores" nos países árabes.

"1.800 gramas de antrax transportados em uma mala por um guerreiro através de túneis escavados a partir do México para os E.U.A., são a garantia para se matar 330.000 americanos dentro de uma única hora, se forem devidamente espalhados em grandes centros populacionais" disse Abdullah. "Que ideia assustadora; o 11 de setembro será pequeno em comparação com isto. Estou certo? Não háverá necessidade de aviões, conspirações, horários, etc. Uma pessoa, com a coragem de carregar estes 1.800 gramas de antrax, seguiria para o gramado da Casa Branca, e o espalharia sobre eles feito "confete" (risos) e, em seguida, nós então "choraríamos" de alegria. Aquilo iria se transformar em uma verdadeira "celebração" para nós".

As armas de destruição em massa (WMD) são um problema muito sério. Os norte-americanos têm medo que as WMD possam cair em mãos de "terroristas", organizações como a Al-Qaeda e outras. Há uma boa razão para os norte-americanos temerem por isso, pois a Al-Qaeda as têm usado (armas biológicas) na região do Herat (terceira maior cidade do oeste do Afeganistão). Tinham laboratórios no norte do Afeganistão, têm cientistas, químicos e físicos nucleares. Eles não são como querem nos levar a acreditar grande parte do jornalismo mercenário, que são apenas beduínos que vivem em cavernas. Não, não! Este tipo de ladainha só pode enganar os ingênuos. Pessoas que conhecem o assunto, sabem que a Al-Qaeda possui seus próprios laboratórios, tal como o Hezbollah. O Hezbollah mantém no sul do Líbano laboratórios, aonde produzem suas próprias armas, inclusive vendendo-as para a Roménia e a Hungria.

E o "recrutador" continua:

"Se eles chamam alguém de terrorista, digo-lhes: Ele é meu amigo (risos). Por quê? Porque estes "terroristas" são as pessoas que mais temem a Deus (Allah) no mundo. Eles são as pessoas mais honradas do mundo, as melhores pessoas no mundo (aplausos).

Eu conheci pessoalmente o Mulá Omar (Mohammed Omar, líder espiritual do Talebã). Tive a honra de me encontrar com o Mulá Omar. Ele é um homem que não pertence a esta época. Ele sempre se recusou a se encontrar com representantes do Ocidente. Ele iria lhes dizer: Vão para Cabul, eu fico em Kandahar. Com certeza, os politeístas são impuros, vocês sabem o que eu quero dizer. Vão se encontrar com o ministro para assuntos estrangeiros para falar de política. Eu fico aqui mesmo.

Este é o tipo de pessoa adequada para lidar com o Ocidente. Quanto à 'Ariqat, Dahlan (líderes palestinos "moderados"), eles não trazem benefícios para a nação de modo nenhum.

Nos E.U.A. existem mais de 300.000 membros de milícias desejosos de golpear o governo federal em Washington, e ansiosos para expulsar aos árabes, os judeus e os negros dos E.U.A. São pessoas racistas chamados de "rednecks". A Ku-Klux-Klan. Eles são racistas.

Estes militantes querem bombardear as usinas nucleares dos E.U.A. Tomara que Allah lhes garanta o sucesso! (risos), embora nós não sejamos brancos nem nos simpatizemos com eles. Eles têm planos para bombardear usinas nucleares, como a do Lago Michigan. Esta usina é muito importante, pois fornece electricidade para toda América do Norte. Que Allah proporcione éxito aos chefes destas milícias que planejam bombardear estas instalações. Deveríamos dedicar parte das nossas orações para isso. Nós devemos rezar para que Allah conceda-lhes o sucesso, para que eles possam concluir esta missão, deveríamos visitá-los e felicitá-los. Se Allah assim o quiser.

Allah declara no Alcorão que a hostilidade entre nós (eles e os judeus) é eterna. Portanto, quem falar sobre diálogar deve ter sua língua cortada! De que diálogo estão falando? Não há espaço para o diálogo. Allah disse que a nossa hostilidade para com os judeus é eterna e, em seguida, vem alguém e fala de confraternização, e assim por diante ... Isto contradiz o Alcorão. Qualquer um que contradiz o Alcorão é um infiel. Acuso-os de heresia? Sim, eu confirmo isto. Sim, eu sou a favor de acusar os hereges.

Também devemos defender a resistência, e não permanecer calados ante as campanhas organizadas contra a resistência na imprensa da Península e no Golfo Arábico, ou em outros jornais árabes.

Há vozes que expressando dúvidas sobre os líderes da resistência. Devemos confrontar-nos com estes jornalistas e advertir-lhes que não o façam, inclusive se isso implicar em chamar-los por via telefônica e dizer-lhes: Não repitam essas coisas desprezíveis em suas colunas ou artigos, ou tomaremos medidas contra vocês. Devemos pressionar a estas pessoas. Não podemos ficar calados. Não devemos deixar-los ao seu livre arbítrio, sob o pretexto da liberdade de expressão. São uns quintas-colunas.

Eu, Abdullah Fahd Abd Al-Aziz Al-Nafisi, incito-vos à confrontação utilizando todos os meios possíveis contra qualquer pessoa que fale contra a resistência. Por quaisquer meios possíveis. Que fique claro?

Os ministros (do Hamas) são mujahidins (combatentes). Conheço um ministro que está atualmente participando das operações".




AIR FRANCE FLIGHT AF 447 (RIO – PARIS)




No comments:

Share
 
Copyright © 2004-2016 Bootlead