Wednesday, February 20, 2008

O ovo da serpente!




































Reflexão III
por Aluisio Madruga

Partido dos Trabalhadores
Seu desgoverno e as Forças Armadas - a Revolução Petista em marcha

Na atualidade, escrever na internet sobre o desgoverno do PT, após tudo o que tem sido publicado na imprensa escrita, falada e televisada pode parecer a muitos como um “disparate”. Mas estou convicto que não o é.

Por total incapacidade ou omissão dos verdadeiros democratas, os comunistas, no final do século passado, após terem sido derrotados em 1964, voltaram a dominar vários setores da política nacional. Veio o novo século e com eles os tempos mudaram.

Depois de uma campanha milionária e mal explicada, liderados pelo senhor Luís Inácio Lula da Silva, os comunistas mais cruéis e violentos chegaram ao governo, multiplicaram-se, avolumaram-se e viraram “estrelas”.

Com eles veio o comunismo disfarçado e o terrorismo institucionalizado, marcado por “saques” dissimulados ao erário público, em prol deles mesmos e a tentativa de continuarem no governo. Visam à busca do poder, ou seja, o domínio total, não só do Executivo, como também do Legislativo e do Judiciário. Para isso necessitam do controle das mentes das massas, o que estão conseguindo com os “vales alimentação, escola e tantos outros” que redundam na compra da barriga do pobre. Por intermédio da corrupção compram várias consciências, desde membros dos três poderes e até alguns industrias. Está tudo dominado!

Surgem as perguntas e todas sem resposta.

Por que o prefeito do PT Celso Daniel foi seqüestrado, assassinado ou justiçado? Foi porque não quis mais participar de esquemas de obtenção de dinheiro que estariam em curso no PT? Foi porque sabia demais? Foi porque poderia vir a ocupar, no governo federal, o lugar de José Dirceu? Foi por que iria acabar, ou atrapalhar, a escalada dos justos?

E o prefeito de Campinas, o Toninho do PT? Quais as razões pelas quais foi assassinado?

O José Dirceu e o Genoino eram companheiros de luta armada, sendo que o primeiro na guerrilha urbana e o segundo na guerrilha rural. Foram guerrilheiros escolhidos por Lula para ocupar cargos no topo do governo.

Governaram o país. Deu no que deu. Surgiu o “mensalão”.

No lugar do José Dirceu, o Presidente colocou, como Ministra Chefe da Casa Civil, outra guerrilheira urbana, a senhora Dilma Rousseff.

Não fosse o deputado Roberto Jefferson, com o dedo indicador bastante sujo, como a maioria dos políticos e de outras autoridades nacionais, apontar toda a falcatrua coordenada pela cúpula do PT, visando sua manutenção no governo e a busca da implantação de um partido único no Brasil, até hoje, e quem sabe para sempre, estaríamos sem nada saber.

Quanto ao Presidente Lula, este é um homem “inocente”, atrapalhado, que profere discursos lamentáveis, óbvios, fala dos pais que “nasceram analfabetos”, mas não dos problemas nacionais que necessitam urgentemente de solução como saúde pública, educação e segurança, além de muitos outros. Pisoteia a escola e aqueles que fazem esforços para estudar, quando estufa o peito e se vangloria de ter chegado à Presidência da República sem ter curso superior, formação esta desnecessária e inútil (nas entrelinhas).

É um homem tão virtuoso e tão heróico que conseguiu chegar à Presidência da República com o cérebro do Dirceu, com o trabalho de um marqueteiro como Duda Mendonça, com a generosidade financeira inesgotável de Marcos Valério, com a militância cega, com a ganância infinita e irresponsável de alguns industriais e com o desvario popular.

Mas quem governaria seria o José. O Dirceu, que é bem mais astuto, inteligente, frio. Ele que, ainda hoje, permanece nos bastidores, à distancia, como um grande diretor teatral da chamada corrente majoritária do PT, que acaba de ser reestruturada dentro do partido.

No palco, o ator principal interpreta tão magnificamente, que consegue temperar as suas falas com piadas e expressões inadequadas para um Presidente. Boas piadas e analogias engraçadas. Quase convence de que tudo é real, verossímil. Tudo pelo povo, pelo Brasil. Além de presidente amador é também artista amador. Aliás, hoje no Brasil do Partido dos Trabalhadores amadorismo é moda.

O Presidente é uma estrela. Vermelha! Bem Vermelha. Como também é amigo do ditador Fidel Castro, dos Presidentes Hugo Chávez, Evo Morales e fundador do Foro de São Paulo, com Fidel Castro e outros, organização internacional da qual fazem parte várias organizações terroristas.

Tem boas intenções... Não sabia e continua não sabendo de nada. Do esquema do mensalão, das malas de dinheiro e muito menos do recente escândalo dos cartões corporativos. Como também não sabiam o Dirceu, Genoino, João Paulo e tantos outros. Que traição! Também, quem mandou confiar no Delúbio e no Silvinho. É, Silvinho, este mesmo que acabou de ser condenado pelo STF a prestar serviço comunitário, sem que nem mesmo constasse da sentença aonde e para quem. Este é o Brasil no qual ninguém consegue mais se indignar.

Roberto Jefferson não diz, mas sugere uma grande questão: para que tanto dinheiro? Seria para saldar dívidas de campanha? Sendo o PT um partido de trabalhadores, popular, por que e para que tanto luxo, tanta pompa, tanta ostentação?

O dinheiro (muito dinheiro), além da simples corrupção pessoal, deve estar servindo para financiar o Governo e o PT e tudo que ainda não sabemos ou só imaginamos saber.

O MST e o MLST, por exemplo, quem os financia, dirige, manobra, desloca? Hoje, depois da invasão da Câmara dos Deputados já sabemos que o MLST é dirigido por Bruno Maranhão, ex-militante do Partido Comunista Brasileiro Revolucionário (PCBR), amigo particular de Lula e militante de projeção no PT. Essa organização recebe verba do governo, como o MST e tantas outras. Elas, assim como a CUT, são o braço armado do PT.

Mas os que atuam nestas organizações ainda não pararam para pensar que muitos militantes que ajudaram a fazer a revolução russa, chinesa, cubana etc, por serem considerados mão-de-obra, não tiveram benefícios especiais. E outros, por serem considerados ideologicamente fracos e saberem demais, entraram no mesmo rol dos “traidores”. Tiveram milhares de parceiros e companheiros assassinados, familiares torturados e mortos e tratamento desumano como todo o povo.

Chega de desgoverno em busca do caos, para em seguida, das cinzas, estabelecer um governo ditatorial, de partido único, como ocorre há mais de 48 anos, em Cuba.

Em prosseguimento, estaremos difundindo o artigo Reflexão IV.


Aluisio Madruga de Moura e Souza é Coronel do Exército Brasileiro e autor dos livros: "Movimento Comunista Brasileiro: Guerrilha do Araguaia - Revanchismo: A Grande Verdade" e "Documentário - Desfazendo Mitos da Luta Armada"

N.R. A leitura destes dois livros é imprescindível para aqueles que se interessam pela verdade dos fatos e não pelas versões mentirosas difundidas pelos comunas. Ambos estão à venda na Livraria Brasil.Net.

Publicado no site "Ternuma – Terrorismo Nunca Mais" - (Regional Brasília).
Quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008.



Tirem suas próprias conclusões quanto ao que venho afirmando sobre quem é Dna. Dilma "Stella" Rousseff:

Estilo capataz na Casa Civil

Ex-figurão do governo coleciona histórias da "delicadeza" da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil). Eis uma delas:

Participavam de reunião coletiva em seu gabinete, certa vez, dois diretores da BR Distribuidora. Ela não gostou das intervenções da dupla, ligou para o presidente da estatal e, diante de todos, ordenou aos gritos: "Na próxima vez, mande gente competente". Desligou, olhou para os dois e despachou: "Vocês aí, rua!".

Publicado no site "claudiohumberto.com.br"
Quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008, 0h00.


N.R. Alguém tem alguma dúvida de que esta "gfdp" agiria da mesma maneira com os Gal Felix, Gal Enzo, Brig Saito ou com o Alm Moura Neto. O que fazer com essa delinqüente após sua captura? Se possível deixem este "serviço" por minha conta. Me sentiria honrado pela confiança depositada.
Bootlead





Dessa vez Lula não foi bobo. Foi leviano – Ricardo Noblat

Um Governo Surrealista – Cel Av Luís Mauro

No comments:

Share
 
Copyright © 2004-2016 Bootlead