Thursday, May 03, 2007

Esse poço não tem fundo!
































Abaixo reproduzimos um Artigo de Olavo de Carvalho, escrito em março de 2006, ou seja, bem antes do “povo” reeleger o “rei do estrupício”. Vale a pena ler de novo, e quem ainda não leu pode até pensar que foi escrito hoje, de tão semelhante é a situação tratada neste “velho” Artigo, ou seja, mais de um ano se passou e nada mudou, continuamos estagnados diante do mesmo “desgoverno” e sem nenhuma oposição realmente digna do nome.
Bootlead



Nós, a direita
por Olavo de Carvalho

É verdade que existe no Brasil uma “nova direita”. Seus meios de expressão são o semanário eletrônico Mídia Sem Máscara , umas conferências do Fórum da Liberdade que se realiza anualmente em Porto Alegre e jamais é noticiado fora do Rio Grande, uns quantos blogs espalhados pela internet e cinco colunas de imprensa, incluindo esta. Somem o custo de tudo e verão que não paga uma campanha eleitoral de vereador. Por isso ou por absoluta falta de vocação, o referido movimento -- se é que chega a ser um -- não tem entre seus adeptos e simpatizantes um só político, mesmo chinfrim. Compõe-se inteiramente de intelectuais, estudantes, empresários, advogados, militares da reserva e outros cidadãos sem mandato, nem partido, nem cargo oficial de espécie alguma. Não tem um jornal impresso, mesmo aperiódico e deficitário. Não tem um programa de rádio ou TV. Não tem meios de publicar livros: de vez em quando consegue, por muito favor, meter um ou dois no catálogo de alguma editora, escondido sob milhares de títulos esquerdistas. Não tem uma entidade que o represente, nem assembléias ou reuniões. Não tem um programa de ação nem um ideário comum, exceto a convergência espontânea e precária de opiniões pessoais. Sua atuação consiste exclusivamente em proclamar que tudo está muito mal e que não há nada que se possa fazer contra isso.

Não obstante, desperta ódio, temor e suspeitas como se fosse uma força política organizada, poderosa, disciplinada, repleta de verbas, militantes e meios de difusão, pronta a tomar o poder e meter na cadeia todos os esquerdistas que não consiga eliminar fisicamente.

Ao vê-lo, senadores, deputados, ministros, chefes de redação, presidentes de ONGs milionárias e apadrinhados do Mensalão já começam a tremer e choramingar, sentindo-se vítimas de perseguição macartista e agarrando-se uns aos outros em busca de proteção. Creio mesmo que alguns deles, prevendo o pior, já tratam de reforçar suas contas na Suíça para garantir um exílio confortável nos dias negros em que o país será governado com mão de ferro pelo Reinaldo Azevedo, pelo Diogo Mainardi ou, sem falsa modéstia, por este colunista.

Igual sentimento de alarma observa-se na extrema direita. Integralistas, discípulos do sr. Lyndon La Rouche e meia dúzia de milicos xenófobos proclamam, com a desenvoltura de insiders informadíssimos, que estamos a serviço dos bancos americanos. Devem ter razão, pois não é possível que pessoas tão imunes a contaminações marxistas se enganem junto com a esquerda inteira. Apenas lamento que os banqueiros da Virginia não tenham sido notificados disso, pois teimam em me recusar um crédito de três mil dólares para a compra de um carro usado.

Há também os intelectuais, que discutem entre si na busca de uma explicação para a nossa existência, não porque desejem realmente encontrá-la, mas porque sabem que assim fazendo dão a impressão de que somos um fenômeno esquisito, uma “aberração” no sentido gramsciano do termo, uma coisa gratuita, desprezível e sem função na ordem social presente. Como, porém, ao mesmo tempo dizem que somos a burguesia endinheirada, isto é, o topo e comando supremo dessa mesma ordem social, ficamos sem saber o que, afinal, querem de nós. Esse pessoal é incontentável.

Por fim, há na esquerda quem diga sermos, em substância, a velha “direita” ricaça e fisiológica que, no seu entender, governou o país desde Pedro Álvares Cabral. A força emporcalhante dessa associação é considerável. Felizmente os respingos fecais que vêm dela só nos atingiriam se não soubéssemos que essa direita é tão genuinamente direitista que deu a maior força para o PT nas eleições, participou de toda a festança obscena do partido governante e, no fim das contas, se tornou petista ao ponto de hoje em dia sua personificação máxima, na opinião de alguns esquerdistas mais assanhados, ser o próprio Lula. Se, em desespero de causa, algum íntimo dessa promiscuidade latrinária tenta nos usar como papel higiênico, é porque contempla horrorizado o estado da sua própria cueca.


Olavo Luís Pimentel de Carvalho nasceu em Campinas, SP em 29/04/1947 é escritor, jornalista, palestrante, filósofo, livre pensador e intelectual, tem sido saudado pela crítica como um dos mais originais e audaciosos pensadores brasileiros, publica regularmente seus artigos no jornal "Diário do Comércio" e no site "Mídia Sem Máscara", além de inúmeros outros veículos do Brasil e do exterior. Já escreveu vários livros e ensaios, sendo que o mais discutido é "O Imbecil Coletivo: Atualidades Inculturais Brasileiras" de 1996, que granjeou para o autor um bom número de desafetos nos meios intelectuais brasileiro, mas também uma multidão de leitores devotos, que esgotaram em três semanas a primeira edição da obra, e em quatro dias a segunda. Atualmente reside em Richmond-Virginia, EUA onde mantém um site em português e inglês, sobre sua vida, obras e idéias.
E-mail: olavo@olavodecarvalho.org


Publicado no " Jornal do Brasil ".
Quinta-feira, 09 de março de 2006.



6 comments:

Anonymous said...

Quanto mais se fala, pior fica o Brasil e o Mundo
Espíritos incompetentes e desleixados pairam no ar !
A maior doença do homem é não admitir quando erra !
Ricardo .A.F

Anonymous said...

Caros irmãos se vocês apreciarem melhor as situações que vem ocorrendo em vossa volta Vera que o MAL esta aumentando a cada dia e as pessoas de bem estão atônica e amedrontadas, as autoridades competentes nada fazem há não ser falar e nada de agir na causa para o efeito pois elas não consegue , os espíritos as rodeiam num circulo vicioso da incompetência e do desleixos é triste, mais nós humanos cociente estamos alertando para que outros acordem para o despertar do AMOR INCONDICIONAL e assim poderão sair desta destruição que se apodera da sociedade....DIGA NAÕ para a vida que levas erradamente e DIGA SIM para o que a vida lhe trás de certo....ANULE O VOTO nas eleições e não pactue para este sistema político.
ricardo antonio filgueiras

PÁTRIA SEM HOMENS said...

INDIGNAÇÃO E ÓDIO


Ao escrever estas linhas não sabemos se estamos expressando todo ÓDIO e INDIGNAÇÃO que nos vai n’alma. Também não sabemos se estamos perdendo nosso tempo, como muitos já nos afirmam. Não adianta, pois o “BRASIL está perdido por não ter mais homens dignos nos três Poderes da República”. O GRUPO GUARARAPES não aceita essa tese, pois haverá sempre alguém que irá se indignar, reagir contra o descalabro que estamos vivendo.



O GRUPO GUARARAPES pergunta a todo aquele que receber esta mensagem, que repassá-la, que discuti-la com amigos o seguinte: O QUE LHE CAUSA MAIOR INDGNAÇÃO E ÓDIO:



A. Os grandes escândalos (mensalão – sanguessuga – huricane – thêmis etc.);



B. Os grandes ladrões soltos e a humilhação praticada contra o FRANCENILDO;



C. A convivência dos que ocupam cargos nos Poderes da República com acusados, processados e bandidos soltos;



D. Indivíduos que atacam a honra dos poderosos e, depois, aceitam destes, convites para cargos importantes de até ministro;



E. O privilégio de foro especial para quem ocupa o Poder e as algemas e a enxovia para os desprotegidos da vida;



F. O enriquecimento fácil de alguns que toda sociedade sabe e nenhuma providência contra esses que se apropriam do dinheiro público.



Tudo que foi perguntado REVOLTA, CRIA ÓDIO E INDIGNAÇÃO, mas tudo é conseqüência da falta de CARÁTER dos homens públicos. Aqueles que nos estão lendo afirmarão com toda tranqüilidade que em todos os itens aflora a falta de CARÁTER.. Para o GRUPO GUARARAPES o que mais CARÁTER falta se ENCONTRA NA LETRA D . É esta falta de CARÁTER que vai destruindo o tecido social brasileiro. Perdeu-se o sentido da dignidade. Quem convida e quem aceita são desprovidos de tudo que elevam os HOMENS. Eles perderam o sentido da HONRA.



O GRUPO GUARARAPES LEMBRA:



“OS HOMENS MAUS SÓ SE INTERESSAM PELAS LEALDADES CEGAS, E NÃO PELA HONRA”. JÚLIO CESAR.



Os nossos dirigentes que estão enquadrados nas letras A- B- C- D- E- F, particularmente, os da letra D, estão interessados no seu bem estar, a HONRA E A PÁTRIA QUE VÃO PARA O INFERNO. A LEALDADE É CEGA, pois mentem e roubam e gargalham por não terem HONRA.

Publicada em: 03/05/2007
GRUPO GUARARAPES

BRASIL ACIMA DE TUDO said...

Câmara Federal, masmorra do Palácio do Planalto



Orientado por Chávez, o
presidente amarrou a
Câmara dos Deputados.
Estes são os disfarces da pretensão do aprendiz de ditador que não quer adversários, todos são comprados com a mentira e o dinheiro do BNDES. Influencia a Justiça pelos seus indicados magistrados. Conseguiu transformar o ódio de Mangabeira em amor a seu Governo. Seduziu e tornou subserviente 80% dos deputados federais que transformam a Câmara em masmorra do Palácio do Planalto. Dos 20 partidos, 11 formam o rolo compressor da coalizão, 7 são bambus no vento, 1 é oposição hipócrita. Os Democratas são os últimos dos moicanos. Legislativo e Judiciário estão a seus pés.


No estilo venezuelano, o presidente precisa chegar em 2010 arrastando com o seu PAC a mais ampla coalizão distribuindo postos e investimentos com dividendos da "corrupção real", contando com o poderoso sistema de Rádio e TV Estatal para um consenso dos movimentos das guerrilhas sociais, do povo bom mas ignorante, do empresariado impatriota, dos banqueiros fartos e dos controladores globais, para credenciá-lo à continuidade no poder, sob quaisquer circunstâncias.


Mussolini, Hitler e Luiz Inácio chegaram ao poder democraticamente


Como dizia o Marechal Floriano Peixoto, confiar sempre desconfiando. Duas das mais notáveis autocracias, o fascismo italiano e o nazismo ascenderam ao poder por vias formalmente democráticas. Mussolini, após a marcha sobre Roma, foi chamado pelo rei para construir o Governo e procurou, de início, fingir obediência ao formulário constitucional. Hitler, para grande escândalo da democracia, subiu ao poder por um processo estritamente democrático, embora pressionado por um conjunto de fatores subterrâneos.


Na realidade nacional, o casuísmo fará o jogo para o candidato à tirania usar da orientação e dos pareceres jurídicos mais convenientes para que a força de coalizão política e popular materializem as suas aspirações de perpetuação no poder.(OI/Brasil acima de tudo)

Anonymous said...

A nossa policia é totalmente despreparada e com muitos corruptos dentro da incorporação tem que ser combatidos com coragem pelos policiais íntegros, normalmente os que pagam com a morte são policias simples e honestos cumpridores dos seus deveres.
ricardo antonio filgueiras

Anonymous said...

A passeata pelas drogas :
Não vamos ser hipócritas e falaremos a verdade, muitos são as pessoas que estão comprando uma idéia de querer liberar as drogas e as mesmas sejam compradas livremente ou ate sendo controladas com os usuários em lugares próprios, pois bem, se estas pessoas pensão desta maneira em sua concepção não iram ser importar com os seus filhos e se eles não se importam com os seus como iram se importar com alguém, me desculpe mais ser as drogas forem liberadas vamos então abrir os portões dos presídios e soltar as pessoas que lá estão cumprindo pena pois fizeram o trafico porque elas agora passaram a ser comerciantes, não é a verdade........façam o favor parem de dar cartas para as TREVAS e procurem A LUZ
ricardo antonio filgueiras

Share
 
Copyright © 2004-2016 Bootlead